Blog

Mecânica Diesel em Guarantã Do Norte MT

  • Home
  • Blog
  • Entenda como funciona o sistema de injeção Common Rail

Entenda como funciona o sistema de injeção Common Rail

A tecnologia utilizada no desenvolvimento de automóveis vem evoluindo bastante nas últimas décadas. E as fabricantes estão trazendo para todos os seus projetos a necessidade da eficiência do consumo de combustível, tanto pela preferência dos consumidores por modelos mais econômicos quanto pela preocupação com as emissões de gás.

Um dos recursos que vieram a favor dessas demandas é o sistema de injeção Common Rail. Traduzido para o português, o nome significa “tubo comum”, que define essa parte do motor.

Sua criação foi feita pela empresa Fiat, nos anos 90, sendo mais tarde patenteado pela Bosch. Ele é um dos sistemas mais eficazes em termos de performance e uso de combustível.

No post de hoje, vamos entender mais sobre o sistema de injeção Common Rail. Acompanhe!

Como funciona o Common Rail?
Em um motor comum, a injeção de combustível para os cilindros ocorre por meio de vários tubos separados. Já no sistema de injeção Common Rail, a bomba de combustível envia todo o líquido constantemente para um único tubo, como diz o nome, gerando alta pressão.

Caso a pressão do tubo se torne muito alta, há uma válvula de escape que leva o gasóleo de volta ao tanque.

A partir desse tubo, o combustível é distribuído para todos os cilindros do motor. Como todos recebem a mesma pressão a partir de uma única bomba, o gasto de energia e combustível do motor é bem reduzido.

O sistema de injeção Common Rail é utilizado em motores eletrônicos, que possuem uma unidade de comando que monitora as condições do motor. A partir dos dados coletados, como temperatura, pressão do tubo e pressão do pedal, ele regula as válvulas que liberam combustível para cada pistão de forma independente, garantindo que não haja desperdício.

Em alguns casos, a unidade pode dividir o processo em fases menores, como pré ou pós-injeção, com o intuito de melhorar a combustão.

Quais são suas vantagens?
A primeira vantagem do sistema de injeção Common Rail é a performance. Como a unidade de comando pode regular a injeção de combustível de modo a maximizar o processo de combustão, é possível fazer arranques a frio e obter melhores resultados mesmo em baixa rotação.

Além disso, esse melhor funcionamento gera maior eficiência no consumo de combustível, já que será obtido o máximo de combustão com cada mililitro injetado. Assim, o motorista pode obter um carro com bom desempenho e dirigibilidade que também seja econômico no consumo de bateria e combustível.