Blog

Mecânica Diesel em Guarantã Do Norte MT

  • Home
  • Blog
  • 5 testes essenciais para realizar no sistema elétrico do caminhão

5 testes essenciais para realizar no sistema elétrico do caminhão

Problemas envolvendo o sistema elétrico do caminhão estão entre as principais demandas do dia a dia dos reparadores. Quando ocorrem falhas, diversos recursos do veículo podem ser afetados, o que pode até resultar em uma pane geral.

Para te ajudar nesse tipo de situação, vamos mostrar, neste post, 5 testes que você deve realizar ao se deparar com problemas elétricos em caminhões na sua oficina. Confira!

1. Teste da bateria
Coração do sistema elétrico, a bateria é responsável por armazenar a energia necessária para pôr em funcionamento não apenas o motor, mas todos os sistemas eletrônicos presentes em um veículo. Ou seja, quanto mais recursos e tecnologias são agregados aos caminhões, mais se exige desse importante componente.

Para fazer o teste de carga, o ideal é contar com um testador de bateria. Além de fazer a medição da carga nominal, esse equipamento simula as condições que ocorrem no momento da partida para avaliar a integridade da bateria.

O teste também pode ser feito com um multímetro, com a desvantagem de que não será possível simular a partida no momento da medição. Em ambos os casos, o procedimento deve ser feito com a bateria desconectada e sem carga.

2. Teste do alternador
O papel do alternador é transformar a carga armazenada na bateria em corrente elétrica a partir de um impulso mecânico. Ele também funciona como retificador e regulador de tensão, a fim de fornecer corrente contínua e estável ao sistema elétrico.

A oscilação da corrente, conhecida como ripple, não pode ser superior a 0,5 volts. Já a tensão deve atingir picos entre 18 e 8 volts, de acordo com o giro do motor. O teste pode ser feito com um osciloscópio ou até mesmo com um multímetro, conectando as ponteiras nos terminais do alternador.

3. Fuga de corrente
A fuga de corrente acontece quando há consumo desse item mesmo quando o caminhão está em repouso. Diversas situações podem gerar essa fuga, fato que exige preparo do reparador para diagnosticar a causa do problema.

O teste pode ser feito com um multímetro, fazendo a medição de corrente entre o chassi do veículo e o polo negativo da bateria. Nessa hora, o ideal é que o veículo esteja nas mesmas condições de quando ele está estacionado, mantendo alarme e demais sistemas ativos. A recomendação é que a corrente de fuga não deve ser superior a 0,05% da capacidade da bateria.

4. Teste de funcionamento das luzes
Fundamentais para a segurança ao dirigir, as luzes de identificação também fazem parte do sistema elétrico do caminhão. Verifique o correto funcionamento das luzes de freio, setas e faróis, efetuando a troca das lâmpadas quando for necessário.

Lembre-se de que, dependendo da atividade realizada pelo caminhão, lâmpadas muito frágeis podem não suportar por muito tempo. É importante levar esse fator em conta para utilizar o tipo certo de lâmpada e garantir o bom funcionamento do sistema de iluminação.

5. Diagnóstico por scanner
Para descobrir de maneira rápida e prática qualquer problema envolvendo o sistema elétrico do caminhão, sua oficina deve ter um scanner à disposição. Ele faz a busca por falhas de maneira automática, permitindo que o profissional ganhe tempo no diagnóstico e na execução desses serviços.