Blog

Mecânica Diesel em Guarantã Do Norte MT

  • Home
  • Blog
  • Alinhamento de caminhões: 5 passos para um trabalho bem-feito

Alinhamento de caminhões: 5 passos para um trabalho bem-feito

A manutenção e a conservação adequada do caminhão são vitais para a segurança do motorista! Para as empresas que prestam serviços para esse público, um cuidado fundamental é o alinhamento de caminhões.

A importância do alinhamento vai além de deixar o volante reto ou a carroceria sem trepidação. Quer saber como oferecer um serviço diferenciado? Fique atento a estes 5 passos essenciais!

1. Verifique o desgaste de peças do veículo
Antes de começar o alinhamento de caminhões, é importante checar se algumas peças estão desgastadas e necessitam de troca. O primeiro item a ser observado é o pneu — veja se ele está muito usado ou com desgaste irregular.

Avalie também se há desgaste ou empeno nos terminais de direção e na barra de direção. Podem ser encontrados desgastes prematuros em outros componentes, que deverão ser trocados para garantir os resultados do alinhamento.

2. Cheque as molas e os amortecedores
A suspensão é responsável por estabilizar o caminhão, garantindo conforto e segurança nas estradas. É fundamental verificar se as molas estão quebradas ou se perderam seu coeficiente de elasticidade — isso terá acontecido se elas estiverem duras e sem ação.

Cheque também como estão os amortecedores. Um bom teste é empurrar a peça para baixo e avaliar a subida (se demorar a subir, ela precisa ser trocado).

3. Faça o alinhamento e balanceamento dos pneus
Depois dos dois primeiros passos, é hora de realizar o alinhamento. Ele é necessário quando o motorista sente que a direção está puxando para um lado, exigindo mais esforço para manter o veículo em linha reta.

O balanceamento é outro processo muito importante. Ele é indicado para equilibrar o conjunto de pneus e rodas, evitando o desgaste dos pneus e das peças da direção e da suspensão.

4. Escolha a tecnologia correta
Para um alinhamento bem-feito, é ideal conhecer todas as tecnologias disponíveis e escolher a melhor opção. Atualmente, é possível encontrar três tipos de alinhamento no mercado.

O alinhamento manual, ou óptico, é feito por canhões de luzes ou por um laser preso à roda. Eles apontam para uma régua graduada e nela o operador identifica o grau de desalinhamento do veículo.

O alinhamento computadorizado utiliza sensores, que também são presos à roda. Todas as informações são enviadas para um computador, por isso, ele é mais preciso do que a opção anterior.

Por último, existe o alinhamento 3D, que é uma evolução do alinhamento computadorizado. Além dos sensores em cada roda, ele é composto por câmeras que leem os dados e projetam o veículo em três dimensões na tela do computador. Dessa forma, a possibilidade de erro no alinhamento se torna bem menor.

5. Utilize um scanner para diagnóstico de falhas
Se você quer garantir que nada saia errado no seu serviço, pode usar um scanner de diagnóstico para avaliar os resultados e possibilitar ajustes finos. Ele é um equipamento que se conecta na central eletrônica do caminhão e lê os parâmetros, identificando possíveis falhas no sistema. Assim, ele agiliza o diagnóstico de defeitos e ajuda a garantir um perfeito alinhamento para o seu cliente.